Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

20 TONELADAS DE COCAÍNA SERÃO USADAS PARA FINANCIAR CAMPANHA DE EVO MORALES.

por Cimberley Cáspio, em 31.10.15

Editado p/ Cimberley Cáspio

Resultado de imagem para Foto: cocaleiros

Imagem:otambosi.blogspot.com

 

LA PAZ, Bolívia (AP) - Coca, batatas e contribuições em dinheiro dos funcionários públicos será a base para o financiamento da campanha para a reeleição do presidente Evo Morales, em fevereiro de 2016. 45.000 cocaleiros da qual Morales ainda é presidente honorário, doaram 20 toneladas de cocaína, disse Leonardo Loza, vice-presidente do maior sindicato de plantadores de coca.No mercado local a quantidade de coca custa US $ 140.000.

 

Loza disse que vai garantir que os fins sejam legais e  que não serão desviados para o tráfico.Enquanto isso, Nélida Sifuentes, vice-presidente do Movimento ao Socialismo (MAS), o partido de Morales, chamou legisladores, funcionários eleitos, e funcionários ativistas para fazer "contribuições extraordinárias, porque graças a MAS são hoje autoridades".

 

A decisão estima gastar cerca de US $ 6.000.000.Alguns dirigentes de sindicatos agrários propuseram ainda  doar batata, fécula de batata (batatas secas) e arroz para serem vendidos, disse o líder Franklin Flores.

 

Desde que Morales foi eleito pela primeira vez no final de 2005, ele enfrentou oito processos eleitorais, entre eleições e referendos regionais e nacionais.Os opositores querem evitar um confronto direto com a campanha de Morales.

 

Cidadãos bolivianos questionam o gasto de quase seis milhões de dólares em tempos de recessão econômica que é estimado gastar  no referendo para decidir se a Constituição será alterada em favor de uma nova nomeação do presidente no final de 2019.

 

Morales disse em conferência de imprensa que o referendo "é o mais democrático" e que "o direito não tem medo, (porque) Eu também quero saber se as pessoas ainda me querem, ou não me ama.

 

Fonte: CDN e Pangea Today