Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

ACRE : DOENÇAS CONSTATADAS EM IMIGRANTES,FAZ PREFEITO REMOVÊ-LOS PRA CIDADE VIZINHA.

por Cimberley Cáspio, em 11.04.14

 

Por Cimberley Cáspio

 

 

 

 

Após constatar doenças ,tipo,tuberculose e coqueluche,entre 252 imigrantes ilegais senegaleses, instalados de forma insalubre num armazém da cidade, o prefeito de Epitaciolândia (AC),André Hassem,removeu o grupo para a cidade vizinha de Brasileia,ambas,cidades brasileiras na fronteira com o Peru e a Bolívia.Como se dissesse: toma que o filho é teu ! E diante disso,é claro,aumentou a insatisfação e preocupação do povo de Brasileia,cobrando do governo uma ação rápida de remoção dos imigrantes da região e uma fiscalização real e patriótica na fronteira por parte da Polícia Federal,a qual,vem sendo acusada de cobrar  propina e fazer vista grossa,permitindo a entrada dos ilegais no país,segundo revelou  Constancia Gonzalves,65,imigrante boliviana,ao repórter do Blog da UNR, hoje, instalada com seu filho,na cidade de São Paulo.

 


E diante do caos migratório em Brasileia,adicionado ao caos provocado pela enchente histórica que enfrenta a região,o governo tomou a decisão de fechar o abrigo na cidade, que hoje,conta com quase 2600 imigrantes em condições degradantes,abrigo esse,com capacidade para instalar no máximo 500 pessoas; e os aviões da FAB  vem fazendo o transporte  da massa migratória até Rio Branco (AC), de lá pra Porto Velho (RO),e finalmente serão despachados em ônibus para São Paulo,em viagem de  3 dias de duração,numa medida política desesperada,sem nenhum cuidado básico de saúde executado no local, à cada imigrante, mesmo depois da constatação de tuberculose e coqueluche,detectadas no grupo migratório em Epitaciolândia.

 


E diante do auto grau de corrupção na fronteira por parte das autoridades brasileiras,beneficiando lucros significativos aos coiotes,fortalecendo ainda mais,o embrionário mercado de atravessadores,que focam o Brasil como novo eldorado,ficará difícil um bloqueio total  do fechamento da fronteira.Que hoje se faz mais do que necessário e urgente,na defesa da saúde brasileira,a qual,está seriamente ameaçada pelo cólera,tuberculose,coqueluche e provavelmente, o mais aterrador de todos,o vírus ebola,vindos na carona dos imigrantes. 

 

 

 

E pra botar mais lenha na fogueira,o governo do Acre,abrigará em Rio Branco, os imigrantes removidos das cidades de Brasileia e Epitaciolândia,junto com os desabrigados das cheias,mesmo sabendo que entre os imigrantes,está constatada doenças como tuberculose,coqueluche e o cólera,esse último,vindo na carona dos haitianos.O que vai resultar disso? Prefiro não imaginar.Que Deus tenha misericórdia de todos nós.