Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

E.U.A NEGAM COMPARTILHAR COM OS RUSSOS, POSIÇÕES DO ESTADO ISLÂMICO.

por Cimberley Cáspio, em 12.10.15

Por Cimberley Cáspio

 

Imagem: operamundi.uol.com.br

 

Na guerra desencadeada sobre a Síria, os russos pedem aos E.U.A, o compartilhamento dos dados do Estado Islâmico, porém os E.U.A não querem revelar e nem entregar aos russos, documentos relativos à organização terrorista. 


Se os E.U.A compartilhasse com o governo russo, os dados restritos nos relatórios da CIA, o caminho para aniquilar de vez, tanto o Estado Islâmico, quanto à oposição armada contra Assad, ficaria mais fácil à empreitada russa e com menos obstáculo. Enfim,as propostas russas foram enviadas ao Pentágono, mas não houve retorno.


Independente disso, o governo russo continuará o trabalho, preparando o cenário para ações de solo, que fatalmente acontecerão,seja por soldados russos, chineses, ou de qualquer outro país que esteja a favor da empreitada liderada por Vladimir Putin. A China, Índia e o Irã, já aceitaram o convite para à "festa." O presidente russo, como ex-chefe da extinta KGB não vai revelar para à OTAN o pulo do gato.


Fato é que, a ação da OTAN sobre a Síria é uma escandalosa violação de soberania, diferente da Rússia, onde assim como os E.U.A , a Grã-Bretanha, também não vai apoiar às ações da Rússia, contra às "organizações" protegidas da OTAN. E por outro lado, os alvos atacados pela aviação russa, não terão à mínima possibilidade de resgate por parte americana e inglesa. O que quer dizer que todo investimento americano à oposição síria, o Estado Islâmico,  Al-Qaeda, Al-Nusra, como por exemplo, logística e treinamento, estão sendo pulverizados pelas bombas dos caças russos, e a investida de solo por parte do exército sírio até agora, por enquanto, até que as outras forças internacionais cheguem ao país e se integrem na caçada.


O primeiro-ministro inglês,David Cameron, em notícia ainda a ser confirmada, deu ordens aos caças ingleses que operam no Iraque, derrubar os aviões russos que entrarem no espaço aéreo iraquiano. A embaixada russa, já solicitou ao Ministério das Relações Exteriores britânico, que explique tal informação, divulgada por altas fontes anônimas militares britânicas. A partir daí, saberemos mais no próximo capítulo desse real episódio.


Fonte: Sputnik Brasil - http://br.sputniknews.com/mundo/20151011/2396610/gra-bretanha-pilotos-ataques-avioes-russos.html