Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

GNV : O COMBUSTÍVEL DA MORTE

por Cimberley Cáspio, em 17.11.14

Por Cimberley Cáspio

Foto : Facebook

 

"O DIA-Rio - Os primos Mateus Magno Rosani de Oliveira e Gustavo de Souza Oliveira, ambos de 9 anos, serão sepultados nesta segunda-feira, às 14h, no Cemitério de Irajá. Eles morreram na noite de sábado, após a explosão de um cilindro de Gás Natural Veicular (GNV) quando o veículo em que estavam abastecia num posto de combustível em Colégio. Outras três pessoas que estavam no automóvel ficaram feridas."

 

Quando o governo delega responsabilidade em procedimentos técnicos altamente letais à vida, a consumidores leigos,que não tem à mínima capacidade para fazer o teste de qualidade após o término do serviço,se responsabiliza diretamente pelas tragédias que venham a ocorrer,como aconteceu no sábado,em um posto de combustível no Rio de Janeiro.Já relatei em uma postagem anterior,mas agora novamente me sinto obrigado a falar sobre isso.

 

A instalação de GNV nos veículos,precisa ser acompanhada de inúmeros testes de qualidade,independentemente das oficinas autorizadas,é extremamente relevante.E só as fábricas automotivas tem técnicos capacitados para fazer o teste de qualidade,para aprovar ou não,o serviço feito.E se aprovado,aí sim,há segurança de se pôr o produto na rua.Fora isso é irresponsabilidade criminosa.

 

Após a instalação do cilindro de gás,é claro que a oficina autorizada,vai aprovar o seu serviço,afinal,são receitas significativas para o caixa.E em momento nenhum vai se permitir que o consumidor vá fazer o serviço na concorrência.

 

Mas em sua maioria,o consumidor não tem como saber se houve ou não,qualidade no serviço,a ponto de imediatamente poder sair com o veículo às ruas,levando inclusive à família.Ahh...mas não só a oficina,como o cilindro e o serviço,são aprovados pelo INMETRO e contêm o selo da instituição; e também tem a vistoria estadual,para testar a qualidade do serviço.Mas se na vistoria estadual,houver qualquer pendência,é só voltar na oficina para regularizar a exigência.

 

Não! Tudo errado! E o governo ao continuar incentivando o povo instalar GNV em seus veículos,com a falsa desculpa de que é mais barato que a gasolina,e que economiza também nos impostos,se responsabiliza diretamente sobre as tragédias geradas,e é sim,obrigado a indenizar as vítimas,como agora.E uma baita de uma indenização.Pena que as leis indenizatórias aqui,não são como as leis americanas.

 

Mas enfim,a instalação de GNV,sem os testes de qualidades exercidos por técnicos altamente capacitados,é uma prática altamente letal. E por isso,tal procedimento só poderia ser feito por fábricas automotivas,e nunca por oficinas individuais e concorrentes.

 

É fato que vão culpar agora o cilindro,ou o motorista do veículo.Mas sabemos na verdade quem são os verdadeiros responsáveis pela tragédia: Governo federal e governo estadual.