Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

NÃO HÁ CLIMA NACIONAL PRA NATAL. HÁ MUITA DOR, ANGÚSTIA E SOFRIMENTO.

por Cimberley Cáspio, em 20.11.15

Por Cimberley Cáspio

 

           Imagem:jornal portal do sertão

 

Milhares de mortes, morte por doenças,morte por descaso de profissionais de saúde, morte pela indústria do câncer, morte pela barbárie da violência...De forma geral, fazendo a alegria da máfia funerária e o governo como sócio, que não sabem mais onde guardar tanto dinheiro dessa produção mórbida.


Desemprego ao milhares, e não para. A cada dia, diferentes setores da economia, vão demitindo e jogando trabalhadores nas ruas, e pior, no caso dos estaleiros, não estão recebendo nem o dinheiro das indenizações.


A destruição no sul, devido às chuvas, desalojando e desabrigando. E a cena se repete no nordeste com à seca, flagelando centenas de vidas aprisionadas ao voto cabresto dos Coronéis do Sertão. Quem reclamar,perde o bolsa - família e deixa de receber o caminhão-pipa, isto é, quando o caminhão aparece. Mas de qualquer maneira, o sertanejo mantém à esperança de ver à aparição do caminhão,e até que ele apareça, vai sobrevivendo com à água que tiver a mão,esteja ela perto, ou longe, não importando à qualidade que ela se encontre. 


Sendo assim, a política se materializou literalmente em lama, que além de ceifar dezenas de vidas humanas e animais, desabrigou outras centenas, destruiu e matou o meio ambiente. E no rastro de destruição, fez com que outras centenas e milhares de pessoas, não tenham mais a sua moradia, o meio de subsistência, e o acesso vital à água, com a morte do rio Doce.


E nos distritos rurais e cidades banhadas pelo rio morto, uma onda silenciosa de suicídio começa acontecer, devido o desespero daqueles que perderam às esperanças.


Não há clima nacional pra Natal. O país está de luto. No Brasil, ultimamente, tem morrido muito mais gente por descaso,  ganância, e corrupção política, do que os mortos atingidos pelo ataque nuclear americano em Hiroshima e Nagasaki, em agosto de 1945. A devastação das  más ações políticas no país, tem produzido um poder de morte no Continente Brasileiro, muito maior, que uma bomba atômica pode matar. 


Os que sobreviveram e os que ainda sobrevivem, estão vencidos,capitulados diante do poder ocupante, que ainda não se dando por satisfeito, tem planos para agravar ainda mais à opressão e levar mais brasileiros ao expiatório para sacrifício. O que quer dizer que, o número de amputações e morte, ainda vão aumentar, transformando o Brasil, antes conhecido como um lindo país, de um povo alegre e hospitaleiro, num verdadeiro absinto.