Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

NÃO TEM MAIS VOLTA. O CANAL DA NICARÁGUA É CONCESSÃO CHINESA POR 50 ANOS.

por Cimberley Cáspio, em 03.10.15

Carlos Larios Zamora - reproduzido de Pangea Today e El Nuevo Diario - editado p/ Cimberley Cáspio


 

Manágua, Nicarágua - Redação Web-O vice-diretor executivo do grupo HKND, Pang Kwok disse que cerca de 27.000 pessoas, representando 6.800 famílias nicaraguenses, serão afetadas pela construção do Grande Canal Interoceânico da Nicarágua.

 

Durante a primeira consulta pública sobre os estudos de impacto ambiental e social do Grande Canal, o funcionário chinês disse que de todos os afetados, 25 são casas unifamiliares - comunidades indígenas.

 

Laureano Ortega, membro da comissão da construção do Grande Canal da Nicarágua, disse que o país irá receber muitos benefícios em matéria econômica com este trabalho.

 

Por seu lado, o Coordenador de Comunicação do governo, Rosario Murillo, em seu discurso, disse que o inquérito " será feito para apresentar as conclusões e recomendações do impacto ambiental e social feito pelo ERM da empresa".

 

"Enfatizamos a responsabilidade e seriedade com que todas as fases do projeto serão desenvolvidos para começar, se Deus quiser, as obras de construção do canal e terminar no tempo devido", disse a primeira-dama. Uma vez concluída a consulta pública todos os documentos serão compartilhados, disse Murillo.

 

A atividade contou com a presença de membros do setor privado, representantes sindicais trabalhadores da construção civil, povos indígenas, estudantes, representantes de instituições estatais e do corpo diplomático.

 

Os estudos, são destinados a medir a extensão em que a população local será afetada pelo projeto, tanto no curto e longo prazo,e foram conduzidos pela chinesa HKND Grupo, que recebeu uma concessão de 50 anos para construir e operar o Canal.

 

O investimento é mais do que o produto interno bruto anual quadruplo da Nicarágua, e as estimativas mostram que 50.000 pessoas serão empregadas durante a fase de construção. O grupo HKND disse que a empresa pretende contratar localmente, pelo menos, metade da força de trabalho na construção civil.

 

Funcionários na Nicarágua disseram que o novo Canal vai permitir que megasnavios, que são demasiados grandes para passar através do Canal do Panamá, através do Canal da Nicarágua, viajarão de Nova Jersey para Xangai, em apenas duas semanas. Atualmente, esses navios tem que dar a volta  pela ponta sul da América antes de ir para a China.