Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

NEPAL : "PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS É REFRESCO."

por Cimberley Cáspio, em 28.04.15

Por Cimberley Cáspio

Imagem: malucoporjesus.wordpress.com

 


Como o estouro da boiada,milhares de nepaleses que não foram,ou,não tiveram parentes atingidos diretamente,ou, indiretamente pelo terremoto,usaram,e estão usando a rodoviária e o aeroporto de Catmandu,pra fugir pra  bem longe de uma provável possibilidade real de morte.


Mas o curioso é que quando eles sacrificaram os milhares de búfalos,em novembro do ano passado,cortando as cabeças do animais com seus facões afiados,os animais não fugiram do lugar e encararam a morte como criaturas livres. E na hora que a deusa gadhimai resolve fazer o seu sacrifício, o povo nepalês foge? Por que não tomam como exemplo o comportamento dos milhares de animais que perderam suas cabeças sob golpes de facões,e permanecem no local,indiferente a presença da morte? O homem não é um ser superior ao animal? Por isso que anda sobre duas pernas? Ou a criatura de quatro pernas provou que é muito mais superior aqueles que lhes separava a cabeça do corpo,quanto também às 5 milhões de pessoas que assistiram toda aquela abominação? 


O presidente nepalês,pediu aos ricos da cidade que abram o comércio,mas os ricos que ainda estão na cidade,e que de alguma forma não foram atingidos pelo terremoto,se negam a abrir,sacrificando ainda mais o seu povo que busca desesperadamente por água e comida.


Cadê a solidariedade doméstica? Quase não se vê. O que se vê,são vítimas ajudando vítimas.Todos os que se ajudam,foram atingidos de alguma forma pelo evento. O que se vê,é a comunidade internacional correndo todos os riscos, porque os ricos do Nepal,já estão com boas reservas de água e despensas cheias de alimentos. E muito provavelmente,não se encontram mais na região e nem no país. 


Se não tiveram piedade e misericórdia de tanto animais,não tiveram piedade e misericórdia dos pobres da nação,ao lhes negarem a distribuição da carne dos animais mortos,vão ter piedade dos que estão nas enormes filas e a espera de um pouco d'água e alimentos? Claro que não.São seus escravos.E nesse momento, o sustento da comunidade internacional,alivia e muito a despesa doméstica e particular dos senhores da nação nepalesa.


Foram tão valentes cortando as cabeças do animais,mas o contraste chega ser miseravelmente engraçado,ao vê-los se comportando de forma desordenada,desesperada,clamando e forçando um lugar no ônibus,ou no avião para fugir.


Provavelmente devem estar pensando: "e se a deusa gadhimai quiser sacrificar o mesmo número de vidas,que foram sacrificadas no "festival" em novembro passado? Até agora foram 4 mil. E se as pernas estão saudáveis e funcionam,ficar no local e fazer parte das estatísticas não tem graça nenhuma. Melhor forçar um lugar no ônibus,ou no avião,do que ser sacrificado pela deusa."


"Pimenta nos olhos dos outros é refresco."