Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

O PODER PERTENCE AO SISTEMA - MANDA QUEM PODE,OBEDECE QUEM TEM JUÍZO.

por Cimberley Cáspio, em 29.05.14

Por Cimberley Cáspio

 

 

 

 

A Constituição,só é representativa em relação ao povo,mas quando ameaça a grande fortuna do governo,como por exemplo,os pedágios,o Sistema é que fala mais alto,onde nesse caso,Carta Magna nenhuma,tem poder.Tribunal nenhum do país,dará ganho de causa,à qualquer motorista que transpasse o pedágio sem pagar.A Constituição aí,passa a ser somente um livro sem significado nenhum.


O que prova,que na verdade,as leis que regem o país,são leis internacionais.Leis assinadas pelos nossos governantes,à revelia da opinião pública,à revelia do sentimento pátrio.


Quando é para o povo,a lei às vezes funciona,isso,quando alguns "espertos autores" de processos não a ludibriam,mas quando conseguem ludibriar a justiça,nem os detentores da razão,conseguem o seu direito. E quando ameaça a fortuna do Sistema,sai de baixo que o chumbo é grosso. Além de perder a razão,vai arcar com multas e indenizações.


Os Sistemas se integralizam e respondem de forma fidedigna aos interesses,do que lhe é superior. Obediência de caserna e alta disciplina,pois caso não queira responder conforme a reza da "cartilha internacional",as consequências são dramáticas,podendo ir de um suco envenenado,à morte por "acidente",e até assassinato - Juscelino Kubitschek ,Getúlio Vargas - ,sem falar em governadores,e até prefeitos que foram silenciados para sempre.No exterior, a "cartilha" é a mesma, John Kennedy,Robert Kennedy...E o ex-presidente da Ucrânia ,Victor Iouschenko ,que sofreu uma tentativa de envenenamento,em 2004.


Então o que é o povo? É somente a mão de obra do Sistema.Ora é usado para fazer guerra externa à governos "insubordinados",ora é usado para revoluções internas,a fim de diversos objetivos políticos e econômicos dentro do pais; podendo ser a remoção de um presidente,governador e prefeito,quanto a remoção,ou permanência de um presidente de sindicato.E quando a questão é econômica,o objetivo é manter a continuidade da riqueza e do luxo dos gestores,ou,tirar do caminho "uma pedra de tropeço" que esteja impedindo,ou,causando alguma dificuldade,para se apoderar de uma fonte de riqueza. Enfim, o Poder que deveria ser parte do povo e para o povo trabalhar,na verdade,é parte do Sistema e para ele trabalha.


A democracia, permite assim, facilidades de operação para o Sistema agir dentro de um país,sem precisar arcar com altos custos militares de uma guerra. Usa-se o povo para trocar o gestor,de acordo com interesses domésticos,ou internacionais,disfarçando todo o processo,sob leis que se parecem "soberanas,de acordo com a vontade popular"; onde no final,se faz até festas,com muita carreata e foguetório.Objetivos poderosos sendo cumprido,dentro de uma "ordem pacífica,e internacionalmente barata." Ao contrário de governos absolutistas,onde as negociações são difíceis,e alguns,frente ao fracasso da conquista através do poder econômico,só resta então ao Sistema,a imposição através dos arsenais militares.


Objetivo principal : sugar as riquezas da nações,pagando muito bem à gestores nativos. E ai daquele que se intrometer no caminho,seja com a lei que for.