Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

POVO QUE APOIA SACRIFÍCIO HUMANO, UM DIA TAMBÉM SERÁ SACRIFICADO.

por Cimberley Cáspio, em 09.09.15

Por Cimberley Cáspio

 

Imagem: forum.antinovaordemmundial.com


A imigrante relatou à rádio CBN que em seu país, a maioria das pessoas são tratadas como animais. A questão é que o Templo de Baal, na cidade de Palmira, na Síria, até antes de ser destruído pelo Estado Islâmico, tinha intensa atividade de rituais e sacrifícios,inclusive humanos.


Em datas específicas do ano, autoridades locais,celebridades internacionais,e inclusive figuras do Bohemian Grove, adentravam no interior do templo para realização de práticas humanas condenáveis. Em dias comuns,não só no interior da estrutura de Baal,como fora dela, a feitiçaria acontecia durante todo ano.


O Templo de Baal, confiadamente protegido sobre às sombras da UNESCO, era um centro turístico internacional, que favorecia à economia local,regional e de países fronteiriços.Claro que depois de adorar a Baal, seus seguidores curtiam o prazer das mil e uma noites do Oriente regadas a sangue inocente, gastando dólares,euros e dinares, que entre outros itens de consumos, os tapetes persas e as bailarinas da dança do ventre, recebiam prestígio especial.


As praticas ritualísticas a Baal,nunca foi segredo pra ninguém. Nem pro governo da Síria,nem pro povo sírio em geral, e todos se beneficiavam com os lucros. Ninguém reclamava,todos eram felizes,mesmo sabendo das práticas de sacrifícios humanos no interior do Templo.


Em outra época, o SENHOR usou Israel pra destruir essas abominações, em outro tempo, os Assírios,Babilônios e Persas, mas quem hoje ousaria obedecer a Deus e contrariar a UNESCO? O Estado Islâmico,uma tribo de bárbaros, que sem conhecer a Deus, cumpriram à tarefa determinada por Deus, independente da opinião do mundo, que suportando todas às adversidades lançadas pela Comunidade Internacional,avançam como trator sobre tudo e sobre todos. Exatamente como Nabucodonosor fez no passado.


Eles conhecem a Deus? Claro que não,assim como Nabucodonosor também não conhecia, mas sem saber o que estava fazendo, fez exatamente o que o SENHOR determinou. O Estado Islâmico será punido? Claro que sim. Tomassem os despojos de guerra,mas não precisavam usar tamanha extrema crueldade,principalmente com crianças. Estão seguindo o mesmo caminho dos Assírios e terão no seu devido tempo, o mesmo fim,ou pior.


Mas enfim, é de conhecimento bíblico que a insistência em praticar sacrifícios humanos, tem um fim, um triste fim. Povo que pratica esse ato abominável de sacrifício, ou que apoia o sacrifício, um dia também será sacrificado,não no templo, mas expostos ao Céu para banquete dos abutres: uns para  à morte,outros para à fome, e outros para à escravidão.É a Lei Natural. 


Nada disso é novidade na história. E nunca vi um caminho ruim terminar em algo bom. Se pratica algo ruim,com certeza atrairá negatividade. E o histórico do Templo de Baal em Palmira, é tão ruim,ou pior, quanto o histórico de ruindade do Estado Islâmico, que não poderia resultar em outra coisa.Um atraiu o outro.


O Estado Islâmico é outra abominação? Sim, assim como os Assírios, porém o SENHOR DEUS, tem o livre arbítrio de usar como instrumento de justiça, quem ele assim quiser e como ele quiser.


Deus não se choca com a morte de uma criança, pois ele a toma para si. A alma de toda criança é pura. O SENHOR DEUS se choca com o causador, ou causadores da morte da criança. Esses é que terão que prestar contas, mais cedo,ou mais tarde. Tão certo quanto à morte,o tempo de Deus é eterno, ele espera o tempo certo, enquanto o homem esquece do dia do ajuste de contas. 


Deuteronômio 32:39 - Eu Sou o que Sou, e nenhum outro Deus comigo. Eu mato,Eu faço viver, Eu firo, e Eu saro, e ninguém há que escape de minha mão.

Explosão do Templo de Baal, em Palmira, na Síria(Reprodução/T