Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

PRÉ-SAL: O GOLPE QUE GRANDE PARTE DA NAÇÃO ACREDITOU, E SE DEU MAL.

por Cimberley Cáspio, em 27.08.15

Por Cimberley Cáspio

 

Resultado de imagem para Foto: abandono das estruturas do pré-sal

Imagem:andradetalis.wordpress.com

 

Com o petróleo a 39 dólares o barril, ainda é possível investir no Comperj, na cidade de Itaboraí-RJ, se houver boa vontade do governo federal. Algumas empresas que funcionavam no complexo como subcontratadas das grandes empresas que não podem mais fechar negócios com a Petrobrás, querem vender o serviço diretamente, mas não é fácil.

 

O caminho de uma contratação direta com a Petrobras é trincado, não há como avançar nada se não passar primeiro pelo viés político. E viés político sabemos como a coisa funciona. Sendo assim, vai ficar tudo parado até que o gato se afaste e os ratos possam novamente sair da toca, ou, a venda em definitivo da Petrobras. Que com o andar da carruagem, tendo que pagar multas internacionais bilionárias, a segunda hipótese, é a mais provável, e até lá, o Comperj vai continuar parado.

 

A corrupção é uma cultura na política brasileira, e não será de uma hora para outra que a competência e a moral patriótica vai se sobrepor, isso leva tempo, talvez décadas. E enquanto isso, muitos ativos ficarão no tempo enferrujando e apodrecendo, navios e embarcações menores ficarão parados, enquanto o desemprego continua a sua escalada. 

 

E como desgraça pouca é bobagem, soma-se a  isso, o desaquecimento da economia chinesa, atingindo direto nas commodities brasileiras, que terão suas cotas de comércio reduzidas, e mais desemprego.

 

Pra salvar tudo isso, precisa-se de credibilidade, coisa que o Brasil perdeu, tanto aqui,quanto no exterior. E com a fuga de investimentos, como fechamento de fábricas no Estado de São Paulo, por exemplo, a saída desesperadora do governo é aumentar juros e estimular também o aumento do dólar,sim, quem consente o aumento do dólar é o governo, não é imposição externa não,lembram do plano real? Enfim, o governo quer reverter a situação e atrair de volta quem já foi embora, mas investidor internacional é igual a gato escaldado, não entra em água fria mais de uma vez. 

 

Triste mesmo para milhares de trabalhadores de famílias humildes, que investiram em cursos de capacitação na área de petróleo e gás, e agora tem que encarar uma situação que não são eles os culpados, simplesmente acreditaram num plano de desenvolvimento, que longe dos olhos humanos,foi montado em cima de roubos e propinas que com certeza, culminaria onde chegou. E desempregados, nem a justiça sequer trabalha em prol de ressarcir o prejuízo social. O que estamos acompanhando, é o dinheiro entrando nos cofres da justiça em forma de multa, e outra parte do dinheiro, entrando nos cofres da Petrobras, mas nada no bolso de cada família prejudicada no golpe do pré-sal. Enquanto o tempo e o sucateamento vão fazendo o serviço nos despojos abandonados nos galpões,diques, e no mar.

 

Que hino nacional os brasileiros vão cantar agora? O dos E.U.A, ou o hino da Inglaterra?

 

Fonte: portos e navios