Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

VENDA DE BEBÊS FEMININOS POR 80 DÓLARES,SE FOR MASCULINO,É MAIS CARO.

por Cimberley Cáspio, em 24.04.15

Por Cimberley Cáspio

 

 

 

 

Reportagem de Uma-sudhir

Foto: Twitter.com

 

 

 

A Índia é um país que possui bomba atômica,detêm tecnologia suficiente para levar o homem ao espaço,pertence ao grupo dos BRICS, guarda ouro internacional em quantidades significativas,como todo o ouro dos E.U.A que lá está sob custódia do governo hindu, terceiriza serviços de empresas internacionais,principalmente americanas, além de ser um grande importador mundial de ouro. É um país emergente que quem visita,salta os olhos,ainda mais quando vê o imponente Taj Mahal. Até aí,tudo bonito pra ninguém botar defeito. Mas............................... ironicamente em relação ao seu próprio povo,os das castas mais pobres,o governo tem pensamento bem contrário,de quando atua no BRICS. A questão social de castas continua e não interessa ao governo a ascensão das classes e erradicação da miséria no país. Interessa sim, ao governo hindu,a ascensão do país como potência mundial,basta vermos o empenho da Índia nas reuniões do BRICS.

 

 "Eu ficar rico,e você ficar pobre. Eu não sou Dilma,e aqui não é o Brasil. Aqui não tem esse negócio de erradicar a pobreza não,tu é pobre,vai continuar pobre,e tira da cabeça esse negócio de ascender a classe média. Aqui é a Índia,não é o Brasil e ponto." Muito provavelmente deve ser esse o pensamento da classe governante do país. Em resumo,a Índia quer ascender na comunidade internacional,mas internamente restringe a classe mais pobre e miserável,o mesmo pensamento e direito,que o governo deseja e reclama em reuniões com governos emergentes e potências internacionais,inclusive na ONU.


E é claro! As portas se escancararam para a máfia,no caso,traficantes de seres humanos. E no mais novo estado do país,Telangana,o tráfico e venda de bebês flui a todo vapor. Crianças femininas,custam 80 dólares,já crianças masculinas,é bem mais caro,pois as famílias, não se desfazem com muita facilidade dos bebês masculinos,pois segundo as famílias,os masculinos serão os provedores, enquanto que os do sexo feminino,são considerados fardos,onde o descarte se torna bem mais fácil,e por isso,o valor de venda também fica baixo.

 

Se a criança vendida vai para uma família,ou se é comprada para ser sacrificada em algum ritual, os traficantes,e o governo,tão nem aí. É só mercado,são apenas negócios. 


E nessas regiões do país,como desgraça pouca é bobagem,o suicídio de agricultores é muito comum. E nos últimos dias,devido o enorme prejuízo nas plantações,causado pelas monções,mais agricultores tomaram o caminho do suicídio para não verem suas famílias passarem fome e não serem obrigados a venderem seus filhos aos credores implacáveis,digo,bancos,com o governo por trás no aumento da pressão para o pagamento das dívidas. Não sei se o suicídio desses infelizes cria alguma isenção no pagamento dessas dívidas,mas a coisa é séria e coletiva.


E indiferente as desgraças,o governo hindu,segue nos seus reclamos por direitos e ascensão aos degraus mais altos do planeta.


Fonte: NDTV -