Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ANTENA FLUMINENSE DE NOTÍCIAS

Notícias e atualidades

VENEZUELA : O POVO QUER RESPOSTA. O QUE MATOU EM MARACAY? CHIKUNGUNHA,DENGUE,OU EBOLA?

por Cimberley Cáspio, em 06.05.15
Por Cimbeley Cáspio
 
Resultado de imagem para Foto : não vou responder
 
Imagem: geradormemes.com
 
 
No mês de setembro de 2014,uma doença muito parecida com o ebola, tirou várias vidas no país,incluindo adultos e crianças. O foco do problema aconteceu em Maracay,no estado de Aragua. Do sintoma até a morte,o tempo foi de menos de 72 horas.
 
No bate-rebate,entre médicos,população e governo,sobrou para os dominicanos. Claro,o governo jurou,que não era ebola,e sim,que as vítimas poderiam,poderiam,ter morrido da febre chikungunha, talvez trazida aos país,pelos "dominicanos".  Mas o governo garantiu na época à população,que a vigilância sanitária nas fronteiras,portos e aeroportos,é eficiente e não deixaria passar o ebola em momento algum.
 
Diante da explicação mais do que confortável do governo,centenas de médicos,e a população,pediam a divulgação dos resultados dos exames feitos durante as autópsias. Mas o governo até hoje não deu o resultado,e ai de quem vazar.
 
A coisa pegou fogo. O governo processou à imprensa por divulgar as mortes.Processou médicos. Ameaçou de prisão. Declarou que tudo não passava de um golpe da mídia,e chamou à imprensa de terrorista. Mas não explicou por que estava distribuindo panfletos para proteção contra o ebola. Ninguém entendeu nada. E o temor da população e dos médicos aumentava.
 
A epidemia de ebola na África,ainda em andamento,matou em 8 países,inclusive na Espanha e E.U.A .Mas na Venezuela,é impossível a cepa invadir,afinal de contas, o sistema de vigilância sanitária nas fronteiras,portos e aeroportos venezuelanos, é de dar inveja até nos países membros da OPEP. Se o governo disse que não passa,não passa e ponto.
 
Mas aí fica a duvida : se está pegando empréstimo de 1 bilhão de dólares com o Citybank,para pagar fornecedores de alimentos e papel higiênico, como o sistema sanitário nas fronteiras,portos e aeroportos,funcionam de forma a dar garantia total à população do país,se faltam até absorventes?  E se os "dominicanos" conseguiram furar as defesas sanitárias venezuelanas,e entraram com  à febre chikungunha,onde está então a garantia de que o ebola também não tenha furado às defesas sanitárias?
 
A verdade é que até agora a população e médicos venezuelanos,continuam sem resposta. A única resposta oficial,é que é uma doença de causa desconhecida. Se os responsáveis são os "dominicanos",ou o mosquito da dengue,ficou na especulação. Mas o ebola continua matando,na África.